Qual a relação entre pensamento e linguagem?

Não é possível definir linguagem sem pensamento. Não é possível pensar sem palavras, nem palavras sem vozes, sujeito nem objeto.

Compartilhar:

Share on facebook
Share on linkedin
Share on twitter
Share on whatsapp
pensamento e linguagem

Tomamos pensamento e linguagem inicialmente. Não é possível definir linguagem sem pensamento. Não é possível pensar sem palavras, nem palavras sem vozes, sujeito nem objeto. Podemos ser inteligentes sem saber falar e pensar com nosso corpo. Podemos estar sujeitos a nossa inteligência sem possuir um recurso verbal. Podemos não ser objetos dos nossos pensamentos sem, no entanto, possuir nenhuma mente.

Mas é no pensamento que reside o domínio da linguagem. O domínio da linguagem, por sua vez, requer domínio do pensamento.

Walter J. Ong escreveu trabalhos sobre linguagem, descrevendo como as crianças entram no mundo das palavras, de como as palavras constituem nossos pensamentos. Ong também discute o impacto das palavras no processo de pensar e como as palavras não são um simples instrumento de mensagens, mas também uma força produtiva – elas têm um poder para construir, para desafiar ou para coletivizar.

As habilidades de comunicação são pensamento e linguagem

Socialmente, os humanos costumam ser julgados com base em suas habilidades de comunicação com as pessoas. Quando duas pessoas se encontram pela primeira vez, muitas vezes falam sobre o que está acontecendo em suas vidas, o que fazem para viver e o que gostam de fazer. Boas habilidades de comunicação ajudam uma pessoa a ser um membro valioso de uma equipe. Essas habilidades de comunicação também podem melhorar a auto-estima de uma pessoa.

Quando uma pessoa tem habilidades de comunicação, que foram aprimoradas ao longo da vida, isso é uma vantagem para ela e para aqueles ao seu redor. As habilidades de comunicação podem ser aprendidas por meio de cursos de treinamento em comunicação, mas também podem ser aprendidas por meio do esforço individual, bem como de estar envolvido em situações de comunicação intensiva.

LEIA  Dicas para quem quer escrever um romance com final feliz

O aprendizado de habilidades de comunicação começa na infância por meio da prática que os pais têm com os filhos. Quando pais têm conversas com seus filhos, ou quando os pais,  por exemplo, criam o jogo de perguntar e responder, estão estimulando o desenvolvimento adequado da linguagem oral.

Pensamento é um conjunto de atitudes envolvidas no processo de produção ou recepção da linguagem, enquanto a linguagem é um conjunto de atitudes envolvidas no processo de produção  ou recepção do pensamento.

Usando as habilidades de comunicação na prática

Mas qual é a utilidade das habilidades de comunicação?

As habilidades de comunicação podem ser muito importantes em uma variedade de situações, desde o gerenciamento de relacionamentos até a conclusão de um projeto. Não importa qual seja o seu objetivo, há muitas coisas que você pode fazer para melhorar suas habilidades de comunicação.

Aqui estão algumas maneiras de melhorar suas habilidades de comunicação:

  • mentalidade positiva;
  • respeitar a opinião do outro;
  • ler;
  • escrever;
  • ver;
  • fantasiar;
  • mudar o foco;
  • dar boas risadas.

Pensamento e linguagem constroem mundos literalmente. Falar é antes de tudo um processo de pensar, e um pensamento válido produz uma linguagem expressiva.

A linguagem é tudo aquilo que permite que tais pensamentos sigam em direção ao exterior, ou seja, essencialmente uma comunicação. Linguagem e pensamento são, portanto, inseparáveis. A linguagem é uma das formas pelas quais o pensamento se torna articulado , só que ela não é o único meio para tal processo.

Uma das contribuições mais importantes de Freud ao tópico da conexão entre pensamento e linguagem foi sua teoria do “fluxo de consciência”, proposto por ele a fim de contrabalançar as teorias “inconscientes” dos junguianos, dos adlerianos e dos behavioristas. Para Freud, pensamento e linguagem são conceitos entrelaçados, pois ele acreditava que a linguagem humana se desenvolve a partir da atividade mental.

LEIA  A palavra voa e atravessa todas as fronteiras do conhecido

Quando pensamos, estamos construindo mundos. Jean-Paul Sartre é outro autor que desenvolveu como tema a linguagem. Na verdade, a linguagem é a real construtora do mundo. Isto é, os signos criados por nós limitam e constroem o significado das coisas, dos sentimentos, das ideias.

Os signos de linguagem expressam seus pensamentos?

Os sinais de linguagem são formas que o corpo e a linguagem corporal utilizam para expressar pensamentos e sentimentos. Os ângulos dos olhos, os sorrisos, as sobrancelhas levantadas, as mãos na cintura, os ombros relaxados, ou na frente do corpo, demonstrarão se uma pessoa está satisfeita, consternada, feliz, entre outros sentimentos. Em outras palavras, os sinais de linguagem permitem que você decifre facilmente o que uma pessoa está pensando.

Os sinais de linguagem são um dos fatores que vai contribuir para o desenvolvimento da linguagem. Crianças que observam os sinais de linguagem dos adultos, por exemplo, quando os adultos falam sobre um objeto ou um dos outros, caminhar junto com os olhos, convergir sobre um objeto e fazer gestos com o corpo, terão mais facilidade para interpretar as intenções contidas nas palavras.

Além dos sinais de linguagem, outros fatores vão contribuir para o desenvolvimento da linguagem. O bebê, por exemplo, só pode experimentar a linguagem por meio dos sentidos.

Expressar pensamentos com a linguagem adquirida

A aquisição da linguagem é uma das coisas mais lindamente complexas que um ser humano pode experimentar. Desde a primeira palavra de uma criança até a criança aprender um novo idioma, a aquisição da linguagem é um rito de passagem para a idade adulta. Também é um processo complicado. A aquisição da linguagem começa como uma aquisição dos sons, palavras e regras de frase de um determinado idioma. O indivíduo deve interpretar e atribuir significado a esses sons e palavras, bem como produzi-los de acordo com o conjunto de regras do idioma. É um processo difícil e que envolve todo o vocabulário e gramática que precisam ser retidos.

LEIA  Escrever artigos é uma experiência totalmente gratuita

Portanto, pensamento e linguagem estão em nosso DNA e nada é tão humano quanto a linguagem. De acordo com Noam Chomsky, a linguagem está no nosso DNA. Cada membro da espécie humana possui a capacidade de aprender qualquer linguagem e essa capacidade é semelhante a uma predisposição genética.

Podemos encontrar evidências do poder da linguagem na forma como as palavras são construídas e usadas, e nos modos como elas são manipuladas. A linguagem é um dos nossos instintos. Por isso para os que detêm habilidades com a escrita, escrever passa a ser algo puramente instintivo. Então, viva o instinto de escrever!

 

 

Fique Conectado

Conteúdo sempre atualizado